domingo, 21 de outubro de 2012

Entrevista de Taylor Swift a CMT Insider


Taylor está concedendo várias entrevistas nas últimas semanas, nessa de agora ela foi entrevistada pelo CMT Insider. Confira a entrevista abaixo:


“Cada música soa diferente de qualquer outra música, então vocês terão muito country, muito pop, muito acústico, vocês terão realmente muitas coisas legais que esses produtores incríveis criaram.” Ela disse à anfitriã do CMT Insider, Katie Cook.

“Mas, para mim, este álbum foi sobre como fazer cada canção soar do jeito que eu me sentia. E esse foi um objetivo interessante para alcançar porque não é tão fácil tipo ‘precisamos colocar mais violino nisso. Precisamos fazer que o baixo soe mais pesado.’ É realmente mais sobre encontrar um sentimento, por isso há influências de todos os gêneros neste disco”, acrescenta ela.

Em vez de encapsular o Red em categorias neutras, Swift conversou com Cook sobre todas as emoções do álbum, a honestidade nas letras e a vontade de compartilhá-las.

CMT: Você disse que Red está cobrindo todas as emoções da paixão. De que emoções estamos falando?

Swift: Estamos falando das dores do desespero, de estar definhando, perdendo alguém, querendo alguém para voltar, sentindo alguma coisa ser desvendada enquanto você está nela, estar se apaixonando, sentindo-se como se você nunca mais será a mesma depois, à espera de alguém que nunca vai se mostrar, sendo desesperadamente deixada para baixo, apenas chafurdando na auto-aversão do pesar de já conhecer aquela pessoa… Há um monte de coisas grandes neste disco. É muito otimista.

Você já escreveu uma canção e pensou, “Oh, isso é muito pessoal. Eu não vou compartilhar isso”?

Na verdade não… Eu nunca quero fazer meus fãs se sentirem como se eu estivesse me fechando, então eu compartilho tudo com eles na minha música.

Seus amigos e familiares estão acostumados a serem personagens de suas músicas. Você alguma vez não contou a eles que um trecho era sobre eles?

Sim, eu faço isso às vezes. Quer dizer, só eu sei realmente em que cada trecho foi inspirado. Às vezes você tem uma música que é uma colcha de retalhos de inspiração, como: “Oh, aquele trecho foi sobre esse cara. Oh, esse trecho foi sobre isso, que uma vez o meu amigo me disse, e aquele trecho que vem de algo que eles fizeram naquele ponto.” Às vezes, uma música tem cinco diferentes fontes de inspiração, e é muito interessante como elas se dispõem juntas de uma forma diferente.

Eu imagino o seu telefone tocando. Eles tipo, “Eu acho que esse trecho era sobre mim.” E às vezes eles provavelmente não acertaram.

O jogo de adivinhação é engraçado. Eu nunca vou dizer: “Essa música é sobre ‘espaço’, ‘tipo esta pessoa: primeiro nome, sobrenome.’ Então todo mundo, eu acho, tem suas apostas, e é interessante ver como isso acontece.

Você faz com a gente continue adivinhando. Como ter colaborado com outros escritores, desta vez mudou a música que vamos ouvir em Red?

Colaborar com escritores diferentes neste álbum foi uma experiência incrível porque, para meu último álbum, eu escrevi ele sozinha. E assim neste, eu queria abordá-lo de maneira diferente, porque eu nunca quero fazer o mesmo álbum duas vezes. Assim, gostaria de apenas chamar meus heróis de composição e produção e dizer: “Ei, você quer trabalhar comigo?” E eu comecei a trabalhar com alguns dos meus heróis, e eu sinto que eu aprendi muito sobre os processos de outras pessoas e as formas de outras pessoas fazerem as coisas. É tão saudável quando um artista consistente se coloca em uma sala com pessoas que são tão diferentes, o estilo-sábio, e a maneira que eles estão se aproximando da música é tão diferente da que você está, porque eles te ensinam coisas. Eles ensinam novos truques.

Falando em estilo, eu amo essa coisa toda retrô você tem tido com os vestidos vintage e os lábios vermelhos e tudo mais. Apenas tentando algo diferente?

Obrigada. Eu tenho tido uma espécie de obsessão com o retrô desde o ano passado. Eu adoro olhar fotos antigos em preto-e-branco de meninas que parecem realmente uma dama. Eu acho que, para mim, é apenas uma espécie de uma coisa fácil – basta colocar o batom vermelho, um vestido e você pode sair. É muito divertido. Eu já passei por diferentes fases ao longo da minha vida, tanto quanto penteados diferentes, estilos de roupas diferentes. Vestidos sempre foram uma coisa constante, mas estou gostando da coisa toda do vintage agora.

Existe uma música especial que você está curiosa para ver como seus fãs irão reagir a ela?

Levei muito tempo para selecionar a lista [de músicas], e estas são as que eu mais amo. Há trechos que eu estou tão feliz por as pessoas o descobrirem – tipo um segundo trecho que faz a ponte. Estou muito animada para ver se as pessoas vão citá-las em suas páginas no Facebook e coisas assim porque, para mim, as letras são as coisas mais emocionantes sobre a composição de um novo álbum e ouvir o que as pessoas pensam sobre as letras. Mas estas são honestamente as 16 melhores músicas dos últimos dois anos da minha vida, e eu estou tão animada para as pessoas ouvirem elas.

Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

-Não fale mal de ninguém que já comentou
-Não ofenda as pessoas(atores, cantores, filmes) relacionadas à postagem