segunda-feira, 21 de maio de 2012

Entrevista completa de Kristen ao The Guardian

E a nossa Kristen Stewart deu uma entrevista a revista The Guardian, confira agora a entrevista e a matéria completa:

Após um ano de audições sem sucessos, com nove anos de idade, Kristen Stewart disse à mãe que ela queria se mudar. Não tinha ambição de atuar, ela queria ser arqueóloga. Mas ela vivia em Los Angeles, onde um agente a viu cantar numa peça da escola com oito anos, e assim, inevitavelmente, a ideia foi trabalhar com ela. Ela estava interessada inicialmente. Seus pais trabalhavam nesse ramo, e ela passou um tempo em sets de filmagem, onde havia uma sensação de que: “estávamos todos juntos nessa, e estávamos fazendo algo de valor.’’ ela disse “E então quando uma criança andava por la as pessoas ficaram comentando:”Shhh, aquele é o ator, não falar com ele. E eu fiquei tipo, eu quero um emprego, eu quero que vocês falem comigo como se eu fosse importante! “Não é surpreendente que Stewart não estava em busca de todos esses papéis. Eu não posso imaginar ela sendo uma estrela infantil convincente. Ela é tão socialmente estranha. Ela entrou no quarto do hotel usando uma camiseta do Led Zeppelin, calça jeans preta, segurando um copo de leite, e ao invés de sentada à minha frente, ela senta na cadeira ao lado, tão perto eu tenho que verificar os nossos joelhos não estão se tocando.


Ela é conhecida por ser temperamental. Eu já li entrevistas inteiras sobre sua antipatia de ser entrevistada, e ela certamente tem tiques nervosos. Sua perna, por vezes, mexe como um pistão, e ela diz “você sabe o que eu quero dizer” 18 vezes durante a entrevista. Mas ela parece estar realmente tentando dizer tudo que ela é, e isso é completamente cativante. De qualquer forma, seus traços essenciais não estavam indo muito bem no mercado de atrizes mirim. Ela foi para audições de comerciais onde ela teve que dançar com o produto. Ela faz uma careta. “E nessas situações eu me tornei realmente estranha com apenas nove anos de idade, eu era tipo: ‘… Eu não quero fazer essas audições, eu me sinto boba.’” Ela perguntou se podia abandonar no final, e sua mãe disse: “Kristen você tem integridade. Eu vou demitir o seu agente amanhã!.”.Se ela não tivesse se dado bem em seu papel como uma criança perturbado em The Safety of Objects, seguido por um papel como uma garota problemática em O Quarto do Pânico, ela poderia estar viajando nesse exato momento em uma escavação arqueológica.
Quando ela foi escalada, no final da adolescência, para interpretar Bella Swan em Crepúsculo, não tinha ideia de que seria um sucesso. Era um filme pequeno. Stewart já tinha feito muitos filmes pequenos antes. Ela trabalho também como Joan Jett em The Runaways, como uma adolescente dos anos 80 trabalhando em um parque de diversões em Adventureland e uma menina que sofre de uma doença grave em The Cake Eaters.

O primeiro filme é uma tempestades emoção. Então, a série ganhou vida própria. O primeiro filme, Crepúsculo, rendeu quase US $ 70 milhões em sua semana de estréia nos os EUA, o segundo, New Moon, teve a maior abertura à meia-noite na história de bilheteria dos EUA, os quatro filmes da franquia já fizeram mais de US $ 2 bilhões nas bilheterias mundiais. No ano passado, uma pesquisa da revista Forbes constatou que para cada dólar que Stewart ganha, seus filmes ganham de 55,83 dólares, fazendo dela uma excelente atriz. Bella Swan pode ser desprovida de quaisquer interesses óbvios pelo vampiro Edward Cullen e o lobisomem Jacob Black, mas o seu vazio tem permitido uma geração de mulheres jovens que estão apaixonadas ou gostariam de estar, a viver os seus anseios de perigoso, inatingível aos homens. Stewart tem uma beleza surpreendente, é claro, mas junto com seu andar um pouco desajeitado, fizeram dela uma pessoa perfeita.

Ela percebeu o quão grande Crepúsculo ia ser antes mesmo de sair, quando ela e Robert Pattinson, foram atacados por 6.500 pessoas em uma convenção de quadrinhos. Isso te deixou nervosa? “Oh meu Deus. Isso explodiu minha cabeça.” Ela falou sobre se sentir presa, incapaz de ir para caminhadas, presa em quartos de hotel. Embora não seja sempre assim.. “Quero dizer, se eu saísse desse hotel. Obviamente eu estaria ferrada. Mas em Londres, estou perfeitamente bem, a menos que eu tenha um rastro de parasitas atrás de mim.”. Os paparazzi estavam na entrada do hotel quando eu entrei. “Mas eu sou boa em escapar deles. E é estranho considerando que eu estou andando na rua com o cabelo sujo.”Stewart tem um rosto de estrela de cinema mudo que pode projetar todos os tipos de emoção sem palavras. É uma qualidade que tem sido usada com grande efeito na série Crepúsculo – olhando, querendo, precisando – e agora em seu novo filme, Branca de Neve e o Caçador, no qual ela interpreta a Branca de Neve, ameaça se tornar outra franquia. O filme é desigual. É difícil se empolgar com o herói romântico, interpretado por Chris Hemsworth, um personagem que passa quase todo o filme como um bêbado desleixado. Mas é visualmente interessante, com os cogumelos piscando, espelhos e florestas escuras. Stewart e Charlize Theron, como a rainha do mal, estão ótimas.

O filme é uma reformulação do conto de fadas clássico, com Stewart como uma heroína, que ficou trancada pela rainha malvada durante uma década, antes de escapar e se tornar uma guerreira. Stewart nunca foi um grande fã do filme da Disney. “No original, Branca de Neve representa totalmente o que uma mulher gostaria ser: A figura materna. Ela limpa a casa muito bem. É justo o que [as mulheres] fazer agora.”. Em vez disso, eles criaram uma garota forte, diz ela, em que a força da personagem é representada de uma forma realista.
Pergunto se Stewart encontra o foco em Hollywood se fazendo de difícil, e ela responde a uma questão totalmente diferente. Ela começa a falar sobre como a beleza está em ruínas “se você não é legal também. Se você não tem coragem mudar completamente sua aparência, você é feio. Eu conheci tantas pessoas que eu achava que eram tão lindo e talentoso e incrível. E então você conhece eles por um segundo e você fica…” ela respira e cospe enfaticamente: “…você está vestindo uma fantasia, você é um falso, você é tão atraente “. E nem sempre aparece, mas você pode ser muito bonita em uma foto e, em seguida, na vida, você é feio. E isso é o tipo do que o filme trata.
Há uma grande semelhança entre Branca de Neve e Crepúsculo, diz ela, “Há uma fase da vida representada em ambos os filmes que é tão apaixonante, e ainda não sei o por que. Você sabe o que eu quero dizer? Isso foi o que eu realmente gostei sobre Bella. O fato de que ela confiava que em algum momento esses sentimentos vão fazer sentido, e que ela não vai deixar todo mundo dizer que ela extremamente louca. Além disso, foi apenas isso… Bella era tão intensa”, ela ri.

Você foi uma adolescente intensa? “Sim, eu ainda sou uma pessoa muito intensa.” Ela tem 22 anos agora.“Estou relaxado sobre algumas coisas. Eu sou legal. Mas definitivamente, eu levo as coisas muito a sério … eu sou apenas uma pessoa séria. Eu amo brincando, às vezes eu posso definitivamente ser um idiota. Mas na maioria das vezes eu sou assim.” Muito privada? “Sim”, diz ela.
Muitos pensaram que Crepúsculo passou uma mensagem de abstinência, apresentando o sexo como um perigo a ser evitado – neste caso, é claro, especialmente porque envolveria uma relação com um vampiro e um lobisomem. Foi preocupante ter essa perspectiva? “Eu sempre disse que não é por isso que eu fiz o filme, e não é por isso que o livro foi escrito”, diz ela, acrescentando que ela acha frustrante quando as pessoas lêem os personagens de maneira diferente para ela. “Principalmente nessa ideia de que Bella é uma menina fraca que está apenas obcecada com estes dois meninos e é egoísta. E ela é, completamente, mas é assim que a gente vive! Você tem que seguir seu coração. Isso é realmente uma maneira muito ousada de viver, não fazendo concessões, ou desistindo das coisas … Eu não sei porque as pessoas ignoram os sacrifícios que Edward faz.”Não é porque os homens são fisicamente ameaçador, e Bella torna-se voluntariamente a sua vítima em potencial? No primeiro filme, Edward diz a Bella que ele é “predador mais perigoso do mundo”, e quis matá-la. Sua resposta? “Eu confio em você.” “Eu acho que as meninas pensam que elas são mais fortes e isso pode prejudica-las”, diz Stewart. “Eu acho que ela não está prejudicando a si mesma. Quero dizer, ele é extremo, é muito romântico, é realmente ideal. Eu acho que a razão é eficaz é porque se ela fosse um vampiro, ele faria o mesmo.”
Stewart cresceu com um irmão mais velho, Cameron, e um irmão adotivo, Taylor, que é cinco dias mais velho que ela, e diz que foi uma infância muito moleca. “Eu não acho que eu tenho uma foto com 14 anos sem um boné de beisebol para trás. Sempre ficava brincando de skate e bicicleta e não conseguia descer uma montanha sem me machucar. Mas eu gostava de me machucar.” A primeira vez ela percebeu que um filme poderia ser realmente importante foi quando ela fez Speak, com 13 anos, sobre uma garota que havia sido estuprada. Ela fez um anúncio de serviço público depois que foi mostrado na TV, com detalhes de uma linha de apoio para pessoas que tinham sido agredidas sexualmente. O outro filme dela que se destaca sobre esse mesmo tema é Welcome To The Rileys, no qual ela interpretou uma adolescente problemática, trabalhando em um clube de strip.

Ela acaba de fazer um outro filme que significa muito para ela, On The Road, com o diretor Walter Salles. Ela interpreta a selvagem, Marylou, parceira de Dean Moriarty, e ela adorou a oportunidade de improvisar, para tentar trazer a sensação de o livro para a tela. “Eu acho que para fazer esse filme direito tinha de ser espontâneo, ele tinha que ter aquele sentimento de nunca saber muito bem quando alguém vai pular ou gritar”, diz ela. Stewart me lembrou de uma época dos antigos atores. Os adolescentes mal-humorados de geração de James Dean, ou os atores dos anos 90 – Winona Ryder, River Phoenix, Johnny Depp – com a sua seriedade. E assim ela termina o seu leite.
Fonte 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

-Não fale mal de ninguém que já comentou
-Não ofenda as pessoas(atores, cantores, filmes) relacionadas à postagem