quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Um amor nunca é proibido - 12° capítulo

Como prometi que não iria demorar muito para postar o novo capítulo da fanfic Um amor nunca é proibido e porque final de semana é Natal, resolvi postar logo e matar a curiosidade de vocês haha. Aproveitem que agora só ano que vem terá a continuação:


Capítulo 12. Por Edward
A Conversa



Quando cheguei à universidade, eu já tinha me decidido que eu iria conversar com a Bella, eu devia isso a ela. Tínhamos que colocar tudo em pratos limpos, tentar entender o que aconteceu e o que irá acontecer de agora em diante.


Eu mal consegui dar minha primeira aula, estava desatento e não conseguia entender muito bem o que estava acontecendo ao meu redor, então liberei a turma mais cedo e fui direto pra minha sala. Precisava pensar. Antes mesmo de abrir a porta, vi que Bella estava caminhando, de cabeça baixa, então entrei na sala e quando vi que ela estava passando do lado da porta, a puxei para dentro e fechei a porta.


- Oh Meu Deus! – falou Bella perplexa, depois de se dar conta de onde estava.
- Bella, você está bem? – ela parecia em choque, ou qualquer coisa do tipo.
- Han... Sim, estou bem. O que o senhor quer comigo?
- Achei que não iríamos nos tratar mais com tanta formalidade.
- Você é meu professor se esqueceu? Devo-lhe respeito – ela corou quando pronunciou a palavra professor.


- Sim, mas estamos só nós dois aqui – isso não era seguro – e precisamos conversar está bem?
- Cla... Claro, sobre o que você quer falar?
- Não se faça de desentendida, por favor, eu posso ver nos seus olhos que sabe do que eu estou falando e está ainda mais ansiosa do que eu para esclarecer tudo isso.
- Edwa... Senhor Cullen, por favor...
- O que eu disse sobre a formalidade? Não precisa me chamar de senhor Bella, assim como não te chamo mais de senhorita Swan.
- Isso é muito confuso pra mim sen... Edward, primeiro você me encontra num canto de uma boate qualquer chorando, e me beija, momentos depois estamos trasando dentro do banheiro. Agora estamos aqui na sua sala, eu de aluna e você de professor.


Eu estava sem fala, do nada ela explodiu em palavras. Está certo que realmente tínhamos que falar sobre isso, mas vi algo no olhar dela que me assustou. Parecia que ela estava se referindo ao acontecido como uma aventura, e que estava com medo de se envolver de mais. Ela nem desconfia do tanto que já estou envolvido.
- Bella, por favor, eu quero te explicar tudo. Esqueça o fato de eu ser o seu professor e me escuta, por favor.


Ela fez que sim com a cabeça, parecia está aborrecida com algo, não conseguia entender. Tomei fôlego e comecei a falar:
- O que aconteceu naquela noite foi intenso, e eu não me arrependo de nada do que fiz – os olhos dela brilharam – sei que foi um erro termos agido daquela maneira, mas tudo foi tão rápido e eu não tive como resistir, foi mais forte do que eu.
- O que tudo isso quer dizer? Que não se arrepende de ter trasando comigo, que não conseguiu resistir, que seu instinto de homem falou mais alto, é isso? – agora ela estava aborrecida de novo, como é que ela pode entender dessa forma?


- Não Bella, não é nada disso. Não resisti por que... – eu preciso fazer isso, preciso ser franco com ela – porque estou apaixonado por você, é um erro eu sei, e eu nem sei se deveria lhe dizer tudo isso, deve está achando que eu sou um louco, mas é a pura verdade, eu não conseguiria mentir par você e fingir que nada aconteceu, levar a vida normalmente, eu não sou assim. Você pode até está com medo de mim agora, e se quiser me denunciar, sair correndo dessa sala, ou qualquer coisa do tipo, eu iria entender. Afinal o errado aqui sou eu...
- Shiiiiii – ela colocou o dedo em minha boa, me fazendo calar, seus olhos já estavam cheios de lágrimas. Será que ela estava triste, ou com medo de mim?


- Bella você está chorando? – Falei contra o dedo dela.
- Estou, pois isso é tudo que eu sempre quis ouvir de você, essas palavras só existiam nos meus sonhos, ouvi-las de sua boca, torna tudo real, torna o meu sentimento ainda mais real. Isso pode até parecer conto de fadas, mas eu também estou apaixonada por você, mas nunca imaginei que você sentisse o mesmo, afinal eu sou apenas uma aluna e você é...


Me livrei do dedo dela que me silenciava e a beijei antes mesmo dela terminar a frase. Esse beijo foi ainda mais intenso do que o primeiro, acho que porque nós dois sabemos dos sentimentos que um sente pelo outro, nos fazendo esquecer qualquer problema que esse sentimento possa nos trazer.


Afastei-me dela um pouco para poder olhar seus olhos, eles estavam brilhando e lágrimas caiam. Me surpreendi ao perceber que eu também estava chorando, nunca havia sentido emoção tão forte na vida.
Beijei-a de novo, e fomos batendo na cadeira, tropeçando na mesa, até chegarmos ao sofá, sem me soltar de seu abraço. Já sabia onde isso ia dar e não queria pensar em mais nada.

--*--

O que acharam teens??? Quero ver todo mundo comentando. Já sabe, pra reler os capítulos anteriores, basta clicar no banner da fic na coluna do blog ;-).

4 comentários:

  1. Aii , eu amei , eu adoro esa fanfic , sou realmente fã !!!!,

    ResponderExcluir
  2. muito bom .............. adorei

    ResponderExcluir
  3. Ameii Flor mtu bom to adorando

    ResponderExcluir
  4. Muito, muito bom. Você ta me deixando cada vez mais curiosa. Mal posso esperar para ler o próximo.

    ResponderExcluir

-Não fale mal de ninguém que já comentou
-Não ofenda as pessoas(atores, cantores, filmes) relacionadas à postagem