quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Um amor nunca é proibido - 11° capítulo

Depois de 5454545 dias sem postar nenhum capítulo de minha fic, devido a loucura que foi o mês de novembro com tanta coisa sobre Amanhecer parte 1, eu tava completamente sem tempo pra nada, ainda mais pra parar e escrever. Mas já passou a loucura e está tudo mais calmo agora, o que deu pra mim voltar a escrever a fic que eu sei que vocês já estavam arrancando os cabelos de tanta curiosidade para saber o que acontece em seguida. Pois pode comemorar que aqui está o 11° capítulo de Um amor nunca é proibido.



Capítulo 11. Por Bella
Angústia ou qualquer coisa parecida



Estava com a cabeça latejando, o ônibus parecia que voava para chegar cada vez mais perto de meu destino. Acordei zonza hoje, sem saber direito o que acontecera na noite anterior, gostaria de ter ficado assim o dia inteiro, mas a memória não falha quando se precisa dela. Não conseguia acreditar em tudo que acontecera, era de mais para mim, eu nem conseguia pensar no que poderia acontecer de agora em diante, quais seriam as consequências disso tudo.
Eu nem sei por que estou indo para a universidade hoje, era para eu estar de baixo de um cobertor, dopada para não poder raciocinar. Alice e Rosalie praticamente me jogaram da cama, não sabia se estavam preocupadas porque eu ainda não tinha acordado, ou porque não agüentavam de ansiedade para saber o que aconteceu na noite de ontem. Fico com a segunda opção, com certeza Alice iria me encher o saco perguntando os detalhes, e tudo que eu queria era esquecer tudo isso.


A cidade está passando por mim e eu não a vejo, por mais que eu tente, não consigo esquecer a noite de ontem, as palavras dele ficam latejando em minha mente, meu corpo estremece só de lembrar a sensação de tê-lo dentro de mim. Definitivamente era para eu estar em casa hoje, é muito cara de pau da minha parte ir assistir aula do professor que transou comigo dentro do banheiro de uma boate, e no qual também estou perdidamente apaixonado. Mas acho que seria pior se eu ficasse em casa, com a Alice me enchendo de perguntas, a Rosalie me dando lição de moral e eu querendo me enterrar viva. Rosalie sim estava feliz, ela havia passado a noite com o Emmett, o irmão que não é professor dela, livre de qualquer julgamento da sociedade.


Infelizmente o ônibus parou no ponto em frente à universidade, me forcei a levantar da cadeira e caminhar até a porta, parecia que eu estava andando para a minha execução. Até pensei em pegar aqueles sacos de papel e colocar em minha cabeça, mas provavelmente chamaria mais atenção.
Caminhei pelo campus de cabeça baixa, não queria correr o risco de dar de cara com ninguém, mas parece que quando a gente está querendo se isolar, sempre tem um sem noção pra nos encher o saco, e é claro que essa regra se aplicava a mim, eu não conseguiria atravessar o campus sem alguém vim falar comigo. E quando eu digo alguém, eu me refiro ao inconformado Jacob Black.


- E aí Bells, como está? Você me parece tão abatida.
- Estou bem Jacob, só quero ficar sozinha, se não se importa.
- Mas Bells, ficar sozinha não e bom, a solidão não é uma coisa boa, deixa eu lhe fazer companhia. – sempre inconveniente, eu só não o mando pastar e esquecer que eu existo, em consideração ao pai dele, que é um grande amigo de meu pai.
- Não Jake, a solidão me agrada muito, então se não se importa, eu gostaria de ficar sozinha mesmo.
- Ok, mas não se esquece que sempre pode contar comigo, pra tudo. – Ele fez um coração com as mãos enquanto dizia isso, me fazendo revirar os olhos. Céus, como eu pude namorar com esse ser por tanto tempo?


Graças a Deus ele se afastou e eu pude continuar minha caminhada solitária e encarar a próxima aula, que ainda bem não era a do Edward, não ainda.
A aula passou rápida, pelo menos para mim, queria ficar ali naquela sala pelo resto do dia, e só sair quando o campus estivesse vazio.


Eu não conseguia explicar para mim mesma esse medo, vergonha, seja lá o que for que eu estiver sentindo. Porque eu estou me sentindo assim? Se fosse outra garota normal, estaria super feliz por ter conseguido ficar com a pessoa por qual está apaixonada, mas acho que isso não se aplica a mim que estou apaixonada pelo meu professor.
Acho que tenho medo de tudo ter sido uma ilusão, um devaneio sem sentido, de que ele só ficou comigo porque estava bêbado ou coisa do tipo, e que não sabia o que estava fazendo e que agora esteja arrependido. Não acho que eu estou arrependida, não foi tudo lindo e romântico, mas para mim foi intenso, e esses tipos de momentos marcam ainda mais a vida da gente.


O que me preocupa é a minha reação quando eu olhar naqueles olhos verdes, não sei se conseguirei me conter mais, tudo isso só faz despertar ainda mais essa paixão avassaladora. O que será que ele está pensando sobre isso tudo? Aposto que ele vai fingir que nem me conhece, ele é muito preocupado com o que o conselho pensa dele, eu também em preocuparia no lugar dele, afinal ele era professor de alunos praticamente da mesma idade que ele.
Resolvi tomar coragem para levantar da cadeira e ir para próxima aula, ficar me martirizando desse jeito não me levaria a lugar nenhum, que se ele estiver se sentindo como eu, coisa que eu duvido, ele já tem o diploma dele.
Caminhei lentamente pelo corredor, e tinha e impressão de que todos me olhavam e que sabiam o que eu tinha feito com meu professor, eu definitivamente estava ficando paranóica, onde é que estava o saco de papel para colocar na cabeça?


Resolvi não olhar para o rosto de ninguém, assim eu não ficava imaginando que estão me julgando mentalmente. Eu nem sabia em que corredor eu estava caminhando, isso era arriscado para quem não queria dar de cara com certa pessoa.


De repente senti alguém puxando meu braço e me colocando dentro de uma sala, quando dei por mim, a sala me pareceu familiar, quando vi o sofá, a mesa, e de repente um par de olhos verdes me encarando.
- Oh Meu Deus! – pronto, tudo iria se decidir agora.

-*-*-*-

Para quem quiser ler ou reler os capítulos anteriores, basta clicar no banner da fic na barra lateral do blog.
Espero que tenham gostado do novo capítulo e eu prometo não demorar tanto para postar os outros agora. Não se esqueçam de comentar.

7 comentários:

  1. Flor, ficou muito bom. To super ansiosa pra ler o próximo. Não demora tá?

    ResponderExcluir
  2. ahh eu ameiii , mto estou muito ansiosa para ler o próximo , por favor não demora pra postar

    ResponderExcluir
  3. boa tarde flor, cap. otimo, estou super curiosa pra saber o que ele vai dizer. portanto nao demora de postar o proximo. bjs.

    ResponderExcluir
  4. hahaha obrigada pelos comentários gnt, q bom q estão gostando, pode deixar que semana q vem eu posto o novo.

    ResponderExcluir
  5. aii Flor mtu boa essa fic li tudo ontem em 1 hora e o novo capitulo agora nossa então gostando MUITO e estou super ansiosa para ver o próximo . Segunda vc posta o novo ?

    ResponderExcluir
  6. Afffffffffff
    Isso ñ se faz!!!!!!!!!!!
    Se demorar atravesso a tela!!! rsrsrsrs
    "me fazendo revirar os olhos. Céus, como eu pude namorar com esse ser..."
    Isso é a minha cara!!!! Ameii!
    Simone B.

    ResponderExcluir
  7. kkkkkkkkkkkkkkk relaxe que foi postar como presente de Natal um novo cap hoje de noite.

    ResponderExcluir

-Não fale mal de ninguém que já comentou
-Não ofenda as pessoas(atores, cantores, filmes) relacionadas à postagem