quinta-feira, 28 de julho de 2011

Um amor nunca é proibido - 1° capítulo

Como eu avisei aqui semana passada, eu estou escrevendo uma fanfic (estórias com nomes de personagens já existentes) e que iria postar aqui no blog essa semana o primeiro capítulo. Pois trago a vocês hoje o primeiro capítulo de minha fic, Um amor nunca é proibido, onde Bella é aluna de uma universidade e o Edward é seu professor, e ambos estão apaixonados um pelo outro. Os capítulos não serão muito grandes e não marcarei dia para postar, porque vai que a net me deixa na mão? Então eu sempre estarei postando dois capítulos por semana. Espero que gostem do primeiro capítulo:


Capítulo 1. Por Bella
Desejos secretos



Sempre fui o tipo de pessoa que acreditava em finais felizes e príncipes encantados, mas parece que nada disso estava no meu destino.


Uma reviravolta pode acontecer de uma hora para outra em sua vida, quando menos se espera, quando tudo parece que está perfeito. É como um castelo de cartas que desmorona e você têm que começar a montá-lo novamente, buscando as peças caídas, empilhando-as para no fim poder compreendê-las.


*-*-*-*


Acordei assustada no meio da noite, porque mais uma vez eu tinha sonhado com meu professor de Sociologia, e isso estava me deixando confusa e envergonhada. Eu estou no 3° semestre do curso de Direito, tenho 25 anos, apesar de a maioria achar que tenho uma idade mental muito avançada para minha idade, e sempre me chamarem de CDF. Mas não me importo com nada disso, porque foi isso que me fez ficar ainda mais perto do Edward, o meu professor de Sociologia, que com apenas 27 anos já dá aulas em uma universidade. Como sempre tenho muito interesse em aprender o que as pessoas têm a ensinar, estou sempre prestando atenção nas aulas do Professor Cullen, ele é tão jovem e já sabe tanto da vida, se parece tanto comigo na maneira de pensar. Talvez seja por isso que me pego sempre pensando nele e até mesmo tendo certos tipos de sonhos, que me fazem acordar corada de vergonha. Não digo que estou apaixonada pelo meu professor, ainda não sei se posso chamar isso de amor ou se é apenas um simples desejo.


Decidi levantar da cama e ir tomar o café da manhã que já estava esfriando, e também não queria chegar atrasada para a primeira aula, que era de Sociologia. Arrumei-me depressa, colocando uma roupa simples, mas ainda assim bonita e apropriada para uma aula. Desci as escadas com pressa e fui até a cozinha, pois só pensava em comer algo para ir logo pra aula.
- Bom dia Bella adormecida, se você não se apressar irá perder a primeira aula, e você não iria perder a aula do professor Cullen, não é mesmo? – Falou a Alice, minha amiga baixinha e irritante que mora comigo, juntamente com Rosalie. As duas acham que eu estou caidinha pelo professor e ficam me irritando com isso sempre que podem.
- Bom dia, eu não perco aula de nenhum professor e você sabe disso. – Falei rispidamente, para ela saber que não gosto de nenhuma insinuação maldosa.
Peguei um sanduíche que já estava pronto sobre a mesa e um suco em caixinha da geladeira e sai porta a fora comendo e andando depressa, porque corria o risco de perder o ônibus e consequentemente a primeira aula.


Chegando à faculdade, percebi que meus colegas já estavam todos na sala, e eu cheguei atrasada, mas nada que me impedisse de entrar para a sala e enfrentar o professor Cullen que odeia atrasos.
- Com licença professor, posso entrar? – Perguntei, sem olhar diretamente para os lindos olhos verdes de meu professor de Sociologia.
- Está atrasada senhorita Swan, sabe que não gosto de atrasos, mas pode entrar sim. – Permitiu ele, com um sorriso ao se virar novamente para a turma.


Santo Deus! Como ele ficava sexy quando estava com a expressão séria, e ainda mais sexy quando deu um sorriso torto quando me permitiu entrar e se virou. Como sou inteligente e aplicada, me tornei uma das alunas preferidas do professor Cullen, e isso me permitia poder entrar atrasada na aula, porque se fosse algum outro aluno desatencioso e cheio de faltas, era melhor nem se dar ao trabalho de perguntar se poderia entrar.


Acomodei-me em meu lugar habitual na fileira da frente e comecei a ouvir a aula e fazer minhas anotações. O professor Cullen andava de um lado para o outro enquanto falava de direitos e deveres de um cidadão, gesticulava com as mãos e fazia perguntas aos alunos desatenciosos. Eu não conseguia presta atenção em nada ao meu redor, a não ser no meu professor falando e olhando para mim algumas vezes, o que me causava arrepios e me trazia a lembrança de meus sonhos. Sempre que ele fazia alguma pergunta aleatória, eu respondia na mesma hora, sem nem dar chance a outro de meus colegas, pois essa era uma das maneiras de chamar a atenção dele. Como eu acertava as respostas, o professor Cullen repetia:
- Muito bem senhorita Swan, como sempre acertou novamente.
Nem precisa dizer o quanto eu me arrepiava quando ele dizia senhorita Swan, o imaginei falando isso durante... Tentei afastar a imagem que se formava em minha mente, pois estava alimentando ainda mais sentimentos e desejos dentro de mim.


A aula acabou mais rápido do que eu gostaria, e todos os meus colegas estavam se levantando para ir a próxima aula, enquanto o professor Cullen arrumava as suas coisas. Decidi tirar algumas falsas dúvidas sobre o assunto com ele, já que minha próxima aula seria daqui à 1 hora. Enquanto ele caminhava, eu o chamei:
- Professor Cullen, posso falar com você um momento?
- Claro senhorita Swan, do que se trata? – Respondeu ele, enquanto eu ignorava o arrepio que se fez pelo meu corpo quando ele pronunciou meu nome.
- É que estou com algumas dúvidas a respeito do novo assunto. – Raramente eu tinha dúvidas, mas essa era mais uma maneira dele me notar.
- Humm... Você está com tempo agora? Pois minha próxima aula é só daqui há meia hora.
- Claro, tenho esse horário livre.
- Então venha até minha sala. – Estremeci com a idéia de estar em um local sozinha com ele, mas ainda assim fiquei feliz por isso.

--

Espero que tenham gostado do primeiro capítulo, daqui há alguns dias postarei o segundo. Comentem.

11 comentários:

  1. Val :
    Amei o capitulo aguardando o próximo!
    Esta muito legal:)

    ResponderExcluir
  2. Ameeeeei! Muuito Bom, você tem muito talento liinda!

    ResponderExcluir
  3. Q maldade,quero +...1 capitulo e ja prendeu minha atencao,como ja disseram vc tem talento .Parabens. qro muito ver o q vem por ai.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada meninas :D, fico feliz que tenham gostado. E calma, em breve postarei o segundo capítulo.

    ResponderExcluir
  5. Menina vc tem talento!Como diria minha irmã: amei,amei,amei(credo!não acredito que eu disse isso),estou ansiosa pelo segundo capitulo,e fica tranquila sua gramática esta otima!assim que as aulas na escola em que eu trabalho retornarem indicarei o blog as minha alunas,elas irão adorar.Bjos e ate breve!
    p.s: professor de sociologia hein?!tô sabendo!rsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  6. Own *-* obrigada jessika, é mt bom saber q minha gramática está boa :D. E agradeço, indique mesmo, quanto mais gente melhor.
    E o professor de sociologia ñ tem nada a ver tá, é q foi a primeira matéria q me veio a cabeça pra um curso de direito.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. oi, flor! simplesmente amei...como já te disse, vc escreve muito bem....ansiosa pelo próximo...

    parabéns

    ResponderExcluir
  8. Oi Flor,
    Desculpe não comentar antes, mas eu tive que ler mesmo no trem... e só hoje parei em frente ao PC.
    Gostei do primeiro capítulo, acho a idéia da estória muito boa, interessante.
    Você tem talento... Se trabalhar bem suas idéias será uma fic muito boa.
    Vou acompanhar os próximos com curiosidade e ansiedade.
    Muito sucesso pra vc.
    Beijos,
    Aninha

    ResponderExcluir
  9. Obrigada diva e aninha, fico feliz q vcs tenham gostado :D. bjs

    ResponderExcluir

-Não fale mal de ninguém que já comentou
-Não ofenda as pessoas(atores, cantores, filmes) relacionadas à postagem